Zé Parrella pede liberação da segunda fase de Conjunto Habitacional

0


Além das casas populares, o prefeito apresentou diversas pendências que o Governo Estadual tem com Ibaté – DIVULGAÇÃO

Em encontro com o governador Geraldo Alckmin (PSDB), na cidade de Rincão, o prefeito José Luiz Parella (PSDB) cobrou na tarde da última quarta-feira, 26, uma solução para a conclusão da segunda fase do Conjunto Habitacional “Antônio Moreira”, em Ibaté.

Ao lado do deputado federal Lobbe Neto (PSDB-SP), Zé Parrella contou ao governador que ao assumir seu primeiro mandato em 2005, havia lhe informado que Ibaté enfrentava um grande déficit habitacional, sendo orientado pelo mesmo, a adquirir uma área para doação à CDHU [Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano].

“A Municipalidade não possuía terreno para fazermos essas casas e, com muita briga e sacrifício, adquirimos a área da Cosan/Raízen, fazendo a doação ao Estado para o início da construção das casas populares, o que também demorou bastante. Apenas seis anos depois, foi liberada a primeira fase”, lembrou ao governador.

O prefeito enfatizou que a promessa do próprio governador Geraldo Alckmin, era que as 528 casas seriam construídas em duas fases. “A primeira, depois de muita luta, foi concluída e entregue, porém, a segunda fase não foi iniciada como Alckmin havia prometido”, enfatizou.

Pessoalmente, Parrella disse ao governador que contava com a sua presença nas inaugurações das primeiras 240 unidades habitacionais, que ocorreu em outubro do ano passado; da Estação de Tratamento de Esgoto, que teve investimento de quase R$ 15 milhões; e da Escola Estadual do Jardim Icaraí, mas, infelizmente, Alckmin não apareceu e mandou seus secretários estaduais para representá-lo. “A Estação de Tratamento de Esgoto, que já está funcionando, nem foi inaugurada oficialmente”, lembrou.

O chefe do Executivo relatou, ainda, que não aguenta mais ser cobrado pela população. “Não tenho mais justificativa. Sinto vergonha quando as pessoas, ao passarem pelo loteamento, olham toda a infraestrutura pronta e perguntam quando serão construídas as outras casas. Não tenho o que falar”, afirmou. “A população necessita dessas casas. Muita gente não está tendo condições de pagar aluguel”, completou.

Pendências

Na oportunidade, Zé Parrella solicitou ao governador Geraldo Alckmin, resolução em outras pendências que o Governo Estadual tem com a cidade de Ibaté.

“O deputado Lobbe fez uma emenda de R$ 700 mil, através do governo federal, para a reforma do Ginásio Municipal, que já foi liberada, e outra de R$ 200 mil, pelo governo estadual, que estamos aguardando a liberação do dinheiro. Precisamos desses recursos com certa urgência, pois as obras estão paradas e o povo precisa voltar a utilizar o ginásio”, disse ao governador.

Outra pendência é a construção do novo Fórum de Ibaté. “Também já doamos uma área de 10 mil metros quadrados e, até agora, nada”, contou.

Parrella também contou ao governador que o programa “Atividade Delegada”, que vai ajudar muito na Segurança Pública do município, está na mesa do secretário estadual de Segurança Pública, Mágino Alves, aguardando uma assinatura para a celebração do convênio e nada.

O prefeito apresentou ofício solicitando recursos na ordem de R$ 700 mil para a construção de arquibancada no Estádio Municipal “Dagnino Rossi”. “Na semana passada, recebemos uma Copa Internacional e, infelizmente, não tivemos como acomodar, de forma digna, os visitantes de vários países, que acompanharam os jogos no único estádio da cidade”, contou.

Alckmin prometeu ao prefeito Zé Parrella que vai analisar cada um dos pedidos e procurar resolvê-los. “Pelo menos a liberação das casas que considero, ainda mais, urgente. Espero que sejamos atendidos”, finalizou o prefeito.

Share.

About Author

Leave A Reply