Tributo a Pardinho reúne fãs da música sertaneja raiz na Estação Ferroviária

0

????????????????????????????????????

A Fundação Pró-Memória realizou na última terça-feira (14), na plataforma da Estação Ferroviária, o “Tributo a Pardinho”. Os cantores Carol Viola e Vlad Renan e as duplas Nivaldo Viola e Del Moreno, Fernando e Caetano, Peão Dourado e Paraense e João Mulato e Douradinho interpretaram músicas de Pardinho.

Um dos maiores músicos brasileiro, Antonio Henrique de Lima, mais conhecido como Pardinho nasceu em São Carlos em 1932, na Fazenda São Joaquim. Logo depois, se mudou para a Fazenda Figueira Branca. Pardinho iniciou sua parceria com José Dias Nunes, o Tião Carreiro em 1956, ano em que venceu o torneio de música caipira da Rádio Tupi, com o sucesso ‘Cavaleiro do Bom Jesus’ (João Alves – Nhô Silva – Teddy Vieira).

 Os músicos gravaram pela primeira vez o pagode (que não é o mesmo gênero derivado do samba carioca), que se popularizou pelo interior de São Paulo e Minas Gerais. A dupla Tião Carreiro e Pardinho foi homenageada pelo Presidente da República, Juscelino Kubitschek.

Pardinho também cantou com outros parceiros, como João Mulato (Wilson Leôncio de Melo). Na década de 80, Tião Carreiro, já bastante doente, convidou João Mulato para fazer shows, juntamente com o Pardinho. A dupla acabou se oficializando como “João Mulato e Pardinho” em 1990, pois o Pardinho, vendo que o Tião Carreiro não tinha mais condições para gravar e viajar convidou João Mulato para formar a nova dupla a qual gravou 4 LP’s, de 1990 a 1997, ano no qual o Pardinho resolveu parar de cantar, a pedido de sua família.

A filha de Pardinho e de dona Lucília de Lima (viúva de cantor), Rosângela Lima, fez questão de vir da capital paulista para assistir as apresentações em homenagem ao pai. “Agradeço a Prefeitura pela organização desse evento maravilhoso e fico muito feliz de ver esse local lotado, o que demonstra o carinho do público. Obrigada São Carlos”.

Edson Ferraz, secretário de Esportes e Lazer, que na ocasião também representou o prefeito Airton Garcia, a cidade não pode deixar de homenagear a família do cantor são-carlense que levou alegria para todo o Brasil. “O legado deixado por Pardinho vai além da música. O cantor também era conhecido por sua bondade, humildade e honestidade, além disso, quebrou a barreira que existia entre a música da capital e a música do interior. Essa homenagem é pequena pela grandeza do nosso artista”, finaliza Ferraz.

Participaram da homenagem os vereadores Gustavo Pozzi, que destinou emenda parlamentar para a realização do evento, João Muller, Roselei Françoso e Edson Ferreira, a diretora presidente da Fundação Pró-Memória, Maria Isabel Alves Lima, o secretário de Agricultura e Abastecimento, Deonir Toffolo, Carlos Alberto Caromano, chefe de seção de Difusão Cultural, além de muitos fãs da música sertaneja raiz.

Share.

About Author

Leave A Reply