São Carlos sedia encontro sobre educação inclusiva

0

 

A Prefeitura Municipal de São Carlos, por meio da Secretaria de Educação e da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (SECADI – FNDE – MEC), realiza até sexta-feira (9), o IX Curso de Formação de Gestores e Educadores do Programa Educação inclusiva: direito à diversidade.

Durante toda semana, representantes de 33 municípios vão participar de palestras, dinâmicas, oficinas e cursos para divulgar a política nacional de educação especial na perspectiva da educação inclusiva; formar educadores e gestores conforme a nova perspectiva de realização do atendimento educacional especializado; ampliar as informações sobre a educação inclusiva aos gestores e educadores participantes; promover a formação continuada aos profissionais da educação da região de abrangência.

Desde 2005, São Carlos é município polo do Programa Educação inclusiva: direito à diversidade. “A capacitação é promovida em parceria com o MEC. Como município polo, São Carlos é responsável pela formação de gestores e professores da região. O objetivo é ter uma formação continuada na educação especial e contribuir para que os sistemas de ensino tornem-se mais inclusivos”, explicou Lilia Maria Carminato Conti, supervisora da rede e coordenadora do curso.

“Momentos como esse, de discussão e aprendizagem, são importantes para o crescimento profissional e, neste caso, o maior beneficiado é o aluno. Temos ótimos profissionais. Estamos investindo na educação especial para o que é bom, possa melhorar ainda mais”, afirmou Nino Mengatti, secretário de Educação.

O prefeito Airton Garcia esteve na abertura do curso e falou com os presentes. “A formação continuada é imprescindível para os nossos educadores. São eles que tocam a educação nos municípios”, afirmou o prefeito.

A abertura do IX Curso de Formação Continuada de Gestores e Educadores do Programa de Educação Inclusiva: Direito à Diversidade contou com a participação do Coral Além do Olhar.  A palestra de abertura foi “Autismo: do Diagnóstico ao Tratamento”, com o profº drº Antonio Celso de Noronha Goyos e a profª drª Giovana Escobal, ambos especialistas da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e integrantes do Laboratório de Aprendizagem Humana, Multimídia Interativa e Ensino Informatizado (LAHMIEI).

Fazem parte do polo São Carlos os municípios de Aguaí, Analândia, Araraquara, Bariri, Boa Esperança do Sul, Brotas, Charqueada, Conchal, Cordeirópolis, Corumbataí, Descalvado, Dourado, Guatapará, Ibaté, Ipeúna, Iracemápolis, Itirapina, Jaú, Leme, Luís Antonio, Matão, Mineiros de Tietê, Motuca, Pinhalzinho, Piracaia, Pirassununga, Porto Ferreira, Ribeirão Bonito, Rincão, Santa Cruz das Palmeiras, Santa Gertrudes, São João da Boa Vista e São Pedro.

Educação Especial – Em São Carlos, o atendimento educacional especializado nas unidades escolares conta com 28 Salas de Recursos Multifuncionais, sendo oito em Escolas Municipais de Educação Básica (EMEBs), 1 na Escola Municipal de Jovens e Adultos (EMEJA) e 19 nos Centros Municipais de Educação Infantil (CEMEIs), oferecendo atendimento no contraturno aos estudantes público alvo da educação especial.

Além das salas de recursos, o município de São Carlos tem uma grande parceria com a UFSCar nos programas inclusivos como Programa Bilíngue, que atende alunos surdos em duas unidades escolares polo (Educação Infantil e Ensino Fundamental); Programa Educação Física Adaptada que, em parceria com o SESC e SESI, atende não só alunos da rede municipal de ensino, mas a comunidade também; Programa Braille, que também atende alunos do município e comunidade (incluindo municípios vizinhos).

Share.

About Author

Leave A Reply