São Carlos atinge meta e imuniza 95,70% do público alvo contra a Poliomielite e o Sarampo

0

 

Em São Carlos a campanha não será prorrogada

 

A Vigilância Epidemiológica de São Carlos anunciou nesta segunda-feira (3/9), que atingiu 95,70% de cobertura vacinal contra a poliomielite e também contra o sarampo, estipulada pelo Ministério da Saúde para crianças de 1 até 4 anos, 11 meses e 29 dias.

Durante a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Sarampo, que teve início no dia 4 de agosto e terminou no último dia 31, com a realização de dois “Dias D”, quando as unidades de saúde ficam abertas aos sábados das 7h às 17h, foram aplicadas em São Carlos 10.578 doses contra a paralisia infantil e 10.578 contra o sarampo.

Ações de intensificação também auxiliaram na reta final da Campanha. “A ampliação do horário de atendimento nas unidades básicas de saúde ajudou bastante, porém mesmo atingindo a meta, é importante que os pais e responsáveis saibam que continuamos com as vacinas à disposição, uma vez que faz parte do calendário vacinal do Sistema Único de Saúde”, ressalta Kátia Spiller, chefe da Vigilância Epidemiológica de São Carlos.

Contra a pólio as vacinas devem ser aplicadas aos 2, 4 e 6 meses de idade, sendo que nessa fase a vacina aplicada é a injetável. Aos 15 meses e aos 4 anos as crianças devem receber o reforço por meio da famosa gotinha.  Contra o Sarampo são duas doses, a primeira aos 12 meses (tríplice viral – sarampo, caxumba e rubéola) e a segunda aos 15 meses (tetraviral – rubéola, caxumba, sarampo, varicela). Já as pessoas que tem até 29 anos, tem que tomar 2 doses. Quem nasceu a partir de 1960 e tem mais de 30 anos precisa tomar 1 dose.

O Ministério da Saúde prorrogou até dia 14 de setembro a Campanha Nacional de Vacinação. Até o momento, mais de 1,3 milhão de crianças não recebeu o reforço dessas vacinas. A recomendação é que estados e municípios façam busca ativa para garantir que o público-alvo da campanha seja vacinado.

“Apesar de São Paulo não ter atingindo a meta, os municípios do estado que atingiram, pelo menos, 95% das crianças de um a menores de cinco anos contra pólio e sarampo, não precisam prorrogar a campanha, ofertando a partir de agora as doses dentro do calendário vacinal do SUS”, explica Kátia Spiller.

Segundo o Ministério da Saúde, Amapá, Santa Catarina, Pernambuco, Rondônia, Espírito Santo, Sergipe e Maranhão atingiram a meta de vacinação. Outros doze estados ainda estão abaixo da média nacional de 88% das crianças vacinadas contra as duas doenças. O Rio de Janeiro continua com o menor índice de vacinação, seguido por Roraima, Pará, Piauí, Distrito Federal, Acre, Bahia, Rio Grande do Sul, São Paulo, Alagoas, Rio Grande do Norte e Amazonas. Em todo o país, foram aplicadas mais de 19,7 milhões de doses das vacinas (cerca de 9,8 milhões de cada).

Share.

About Author

Leave A Reply