Prefeitura trabalha em Plano Integrado de Arborização

0

 

 

 

A Prefeitura de São Carlos, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Sustentável, Ciência e Tecnologia, está trabalhando no Plano Integrado de Arborização, um instrumento de planejamento municipal para a implantação da política de plantio, preservação, manejo e expansão da arborização da área urbana da cidade.

Entre as principais ações previstas no Plano estão: reflorestar o centro da cidade que está extremamente delimitado de vegetação; cuidar da vegetação existente e fazer convênios para manutenção dessa vegetação; recuperar áreas degradadas através do plantio de árvores de espécies nativas e recuperar as áreas de proteção permanentes do município.

“O Plano de Arborização está na Procuradoria Jurídica do Município e depois será encaminhado a Câmara Municipal para uma ampla discussão. Até que o Plano seja aprovado, estamos desenvolvendo várias ações para aumentar a arborização da cidade, recuperar áreas verdes e a implantar os parques urbanos. Com as mudanças globais, é necessário aumentar, e muito, a vegetação. Assim, melhoramos a qualidade do ar, da água”, afirmou o profº drº José Galizia Tundisi, secretário de Desenvolvimento Sustentável, Ciência e Tecnologia.

As parcerias estão acontecendo. Nas próximas semanas, o Projeto São Carlos Verde – Arborização Urbana fará o plantio em toda a extensão da avenida Carlos Botelho e rua XV de Novembro.

Na última segunda-feira (27), o Rotary Cube São Carlos do Pinhal, em parceria com a Prefeitura de São Carlos e UFSCar, por meio do Departamento de Ciências Ambientais, lançou o Projeto das Mães e das Mulheres, com um plantio de 100 mudas de árvores na Praça João Paulo II. Cada planta foi dedicada a uma mãe e uma mulher da cidade.

“Foi um primeiro projeto com o plantio de cem árvores. A ideia é dar continuidade e a cada ano homenagear alguém. Depois que a Prefeitura indicou a praça, foi feito uma avaliação com a professora do Departamento de Ciências Ambientais para saber quais árvores poderiam ser plantadas no local. As mudas foram adquiridas de acordo com a indicação da professora Andreia Teixeira de Souza e cultivadas por ela no viveiro da Universidade Federal”, afirmou Edilson dos Santos, presidente do Rotary Clube São Carlos do Pinhal.

A Praça recebeu árvores frutíferas, espécies nativas e em extinção como o jequitibá branco e cedro rosa. “A ideia foi escolher espécies que desse um colorido maior para a praça, além de espécies frutíferas para que as crianças pudessem subir, brincar e eventualmente pegar uma fruta na hora da brincadeira. Esse trabalho é de extrema importância pois as árvores vão melhorar muito a qualidade ambiental da praça”, disse a docente Andreia Teixeira de Souza, do Departamento de Ciências Ambientais da UFSCar.

“Precisamos deixar São Carlos mais verde. A cidade tem grandes áreas impermeáveis. Além de ser feio, não é confortável. Com ajuda de todos, vamos plantar muitas árvores na cidade”, disse o prefeito Airton Garcia.

Para o professor Tundisi, é preciso trabalhar de forma eficiente para ampliar a arborização do Município. “A ideia é plantar árvores consistentemente e eficientemente a maior parte do tempo. De tal forma que a gente tenha uma arborização e uma proteção de áreas verdes cada vez mais eficiente e mais intensa em São Carlos”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Sustentável, Ciência e Tecnologia.

 

Medições – Outro trabalho que está sendo desenvolvido pela Secretaria de Desenvolvimento Sustentável, Ciência e Tecnologia são as medições ambientais. “A cidade precisa ter metas. Metas de contaminação do ar, de CO2, mesmo de partículas em suspensão no ar. Para que a gente tenha essas metas bem estabelecidas, a cidade precisa ser respaldada por uma equipe técnica, com aprovação da Câmara inclusive. Mas primeiro, precisamos fazer as medidas, saber quais são os níveis e é isso que vamos fazer”, afirmou o professor Tundisi.

Share.

About Author

Leave A Reply