Prefeitura de São Carlos passa a oferecer programa Consultório na Rua

0

 

Com o objetivo de atender a população de rua, em condições de vulnerabilidade social, com os vínculos familiares interrompidos ou fragilizados, sem acesso aos serviços básicos e oferecer atenção integral à saúde desta população, a Prefeitura de São Carlos, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, oferece a partir desta sexta-feira (30), o programa “Consultório na Rua” do Ministério da Saúde.

O lançamento do serviço será feito na Praça Maria Apparecida Resitano, no Mercado Municipal, às 13h. A programação prevê até às 16h, panfletagem com informações sobre o serviço, orientações em saúde e roda musical.

Em São Carlos o serviço será iniciado com o Consultório na Rua tipo I, com 4 profissionais de saúde que vão circular os territórios para atender a população em condição de vulnerabilidade social.

O Consultório na Rua é um equipamento que integra a Estratégia de Saúde da Família, com equipe multidisciplinar composta por psicólogo, terapeuta ocupacional e equipe de enfermagem, capacitada para atender diversas demandas de saúde. O atendimento será feito de forma itinerante pelas cinco regionais de saúde, com o apoio de ações compartilhadas e integradas das unidades de saúde, equipes dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) e se necessário com os serviços de urgência e emergência, com a proposta de se vincular o consultório a uma unidade de saúde, um dia da semana, em horários diferenciados, dividido em cada uma das regionais de saúde, conforme a necessidade de demanda e diagnóstico territorial.

“O ônibus será utilizado para o transporte da equipe, vamos fazer a abordagem dessa população, avaliar as condições de saúde, convencer a iniciar o tratamento, levar essa população até uma unidade básica, de saúde da família, ou se necessário referenciar ao CAPS II, CAPS AD (Álcool e Drogas), Centro de Referência e Atendimento à População em Situação de Rua (Centro POP), enfim estabelecer vínculos, buscar a adesão aos serviços públicos disponíveis”, ressalta a terapeuta ocupacional Gisele Giovannetti, responsável pela Seção de Apoio a Saúde Mental do Município.

Share.

About Author

Leave A Reply