Lobbe vota a favor da denúncia contra Temer e ministros, arquivada pela Câmara dos Deputados

0

 

O Plenário da Câmara decidiu pelo arquivamento do pedido de autorização (SIP 2/17) para o Supremo Tribunal Federal (STF) processar, por crime comum, o presidente da República, Michel Temer, e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral).

O deputado federal Lobbe Neto (PSDB-SP) votou a favor do prosseguimento da denúncia contra o presidente Temer e reiterou o compromisso com a população. “Como parlamentares e com o dever constitucional, quando fazemos o juramento, que é fiscalizar e legislar, meu voto é pela continuidade da denúncia”, declarou.

Temer foi acusado de obstrução da investigação e, junto com os ministros, de integrar uma organização criminosa. O inquérito sustenta que foi montado um esquema de propina em órgãos públicos, como Petrobras, Furnas e Caixa Econômica. Na denúncia, Temer era apontado como líder do esquema, desde o ano passado.

Lobbe Neto indicou o engajamento em prol da transparência e lembrou que na primeira denúncia contra o presidente, também votou pelo prosseguimento. “Para que possa fiscalizar a presidência da República e o presidente Michel Temer, este será o mesmo voto que dei na primeira denúncia”, afirmou.

A sessão teve início logo na manhã desta quarta, porém, somente no final da tarde que foi registrado quórum para o início da votação. O plenário ouviu os argumentos do relator Bonifácio de Andrada e dos advogados dos três acusados, que pediam o arquivamento da denúncia. Pela Constituição, os processos criminais contra o presidente e ministros precisam da autorização da Câmara para ser julgados pelo Supremo Tribunal Federal. (Reportagem: Luana Patriolino e Paulo Melo – Foto: Alexssandro Loyola)

 

Share.

About Author

Leave A Reply