Índice de infestação de larvas do Aedes aegypti está controlado em São Carlos

0

 

Cuidados com criadouros devem ser mantidos durante o inverno

 

A Vigilância Epidemiológica divulgou nesta sexta-feira (15), o novo Levantamento de Avaliação de Densidade Larvária (ADL) realizado em maio, pelos agentes de endemias. Pelo levantamento, São Carlos está em condições satisfatórias, ou seja, o índice de infestação de larvas do mosquito Aedes aegypti está baixo.

A checagem é feita nos meses de fevereiro, maio, julho e outubro, com objetivo de avaliar os níveis de infestação das várias áreas do município e identificar os recipientes existentes, pesquisados e positivos que predominam em momentos diferentes, na sazonalidade do vetor.

Na cidade, os recipientes com larvas de Aedes aegypti em maio foram: vasos de plantas na água, pratos de plantas, depósitos para horticultura (caixa d´água e tanque), masseiras móveis e bromélias.  “Mesmo com índice de infestação baixo e condições climáticas mais amenas nessa época do ano, é importante que a população mantenha as ações de prevenção e combate ao vetor”, informou Denise Scatolini, chefe da equipe de Combate às Endemias.

O mosquito transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya vive e se reproduz dentro e ao redor das casas. A vistoria semanal deve ser mantida. Segundo a Fiocruz, agindo uma vez por semana na limpeza de criadouros, a população interfere no desenvolvimento do vetor, já que o ciclo de vida, do ovo ao mosquito, leva de 7 a 10 dias. Com uma ação semanal, é possível impedir que ovos, larvas e pupas do mosquito cheguem à fase adulta, freando a transmissão dessas doenças.

O município registrou entre janeiro e maio, 19 casos de Dengue e um caso importado de Chikunguya. Para controlar os casos de arboviroses na cidade, a equipe de combate às endemias realizou vários mutirões de limpeza em parceria com a Secretaria de Serviços Públicos, durante uma semana trabalhou com recolhimento de pneus retirando 386 unidades de locais inadequados, fez atividades de comunicação e mobilização social. O Comitê Municipal de Combate à Dengue mantem as reuniões mensais para a discussão e elaboração de estratégias de combate ao mosquito Aedes aegypti.

No próximo sábado (16), a equipe de Combate às Endemias participará de uma ação social da Igreja Cristã Pentecostal da Bíblia, no Jardim Dona Francisca, com o desenvolvimento de atividades lúdicas e orientações sobre os sintomas das arboviroses e controle de criadouros do mosquito transmissor.

Share.

About Author

Leave A Reply