Em São Paulo, Fundo Social conquista mais um curso para São Carlos

0

A presidente do Fundo Social de Solidariedade, Andreia Rosa e a diretora do Fundo, Lessandra Almeida, estiveram nesta terça-feira (27), na sede do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo (FUSSESP) para uma visita técnica e conseguiram um novo curso para a cidade: assistente de cabelereiro.

“A parceria de São Carlos com o FUSSESP só cresce. Já são 12 convênios. O curso de assistente de cabelereiro será ministrado na sede do Fundo Social. Com a reforma, teremos um espaço especialmente pensado para os cursos da Escola da Beleza. A previsão é que tudo esteja pronto em maio”, afirmou Andreia Rosa, presidente do Fundo Social.

O curso de assistente de cabeleireiro é voltado para pessoas de baixa renda com o objetivo de capacitação e geração de renda. Pelo convênio, serão 4 turmas, com 10 alunos cada. “A proposta é ampliar o número de salas. Com o espaço montado e professor capacitado, o Fundo Social tem condições de investir em mais turmas. Com o mercado de trabalho cada vez mais competitivo, é nosso papel promover a capacitação dessa população”, afirmou Lessandra Almeida, diretora do Fundo Social.

Além do novo curso, o primeiro semestre terá muitas atividades. “Em breve, teremos os workshops “Unhas Artísticas” e “Consertos e Reparos”, novas turmas de corte e costura e da padaria artesanal. Somos um instrumento de promoção social, investir na capacitação profissional proporciona oportunidades para o desenvolvimento econômico de muitas famílias da cidade”, disse Andreia.

Neste momento, estão em andamento os cursos de pedreiro e assentador de pisos e revestimentos, padaria artesanal e manicure. “Os cursos oferecidos pelo Fundo Social abrem outras possibilidades para quem já trabalha na área, além de ser uma oportunidade para quem quer ter uma nova profissão. Hoje, sou professora dos cursos da construção civil, depois de ter sido aluna. Essa turma está buscando capacitação, muitos já trabalham na aérea como ajudantes de pedreiros, outros querem entrar na área. Os alunos vão sair daqui prontos para entrar no mercado de trabalho”, contou Josiane Perussi, professora do curso da Construção Civil.

Share.

About Author

Leave A Reply