Doria lamenta poralização entre Ciro e Bolsonaro e ataca duramente Dilma Rousseff 

0

Em visita a São Carlos na tarde desta sexta-feira, 22 de junho, o pré-candidato ao governo de São Paulo pelo PSDB, João Doria, concedeu uma rápida coletiva de imprensa no centro de co-inovação ONOVOLAB, na região central da cidade. O político elogiou a capacidade da cidade na produção de ciência e tecnologia. Além disso, criticou o extremismo no cenário político para as eleições em 2018. Ele lamentou que a disputa presidencial esteja sendo polarizada entre o ex-ministro Ciro Gomes e o deputado federal Jair Bolsonaro.

“Primeiro fazer uma visita a uma cidade que eu gosto muito. Há uns dois e meio foi à última vez que eu estive aqui, estou muito feliz de ver a evolução da cidade. Mesmo em um período de dificuldade da economia brasileira, ela evoluiu em tecnologia e ciência, essa é uma vocação muito clara de São Carlos”, disse Doria, acompanhado pelo deputado federal Lobbe Neto (PSDB). 

Dória assumiu o compromisso de, caso seja eleito, dar mais atenção ao microcrédito para startups e promove-las com apresentações dos produtos e serviços oferecidos em eventos nacionais e internacionais.

O tucano também criticou a polarização entre as candidaturas de esquerda e direIta. “Um pleito único, completamente diferente do que tivemos há quatro anos na reeleição da então ex-presidente Dilma Rousseff, que, aliás, foi um desastre. Uma missão dura, difícil, infelizmente nesse momento polarizada entre uma candidatura de extrema esquerda, com Ciro Gomes, e uma de extrema direita, com o capitão Jair Bolsonaro. Nenhuma das duas, eu não quero desrespeitá-las, mas nenhuma das duas atende a que um país da dimensão do Brasil precisa. Nós não temos que andar nem à esquerda, nem à direita, temos que valorizar a geração de novas empresas, de empregos e, para isso, nada de ideologia, nem de extremismos”, disse Doria.

O pré-candidato completou o argumento dizendo que o Brasil precisa escolher uma opção de centro, liberal, que dê paz, solidez e que invista em educação e saúde.

Dória desconversou quando foi questionado sobre a possibilidade de substituir Geraldo Alckmin como candidato à presidência, por conta da prisão do ex-secretário do ex-governador por suspeita de superfaturamento no Rodoanel: “Nós temos que ter foco e determinação e apoiar Geraldo Alckmin como nosso candidato à presidência da República. Em relação a denúncias, analisar, investigar e abrir tudo o que for necessário para investigar. Os que tiverem culpa devem pagar e devem pagar na Justiça. Eu sempre repito que não há justiça seletiva, a mesma justiça que condenou e colocou Lula na prisão, ela serve para o PSDB e serve para todos os demais partidos. A Justiça é feita para todos”, finalizou.  Doria também visitou  a Fundação ParqTec. 

Share.

About Author

Leave A Reply