Corpo do radialista Rubens Maciel é enterrado em pleno Natal

0

Luto: Morre o radialista Rubens Maciel
Maciel: uma marca do rádio policial em São Carlos e região – DIVULGAÇÃO 

 

 

Foi sepultado nesta segunda-feira de Natal, 25, às 11h no Cemitério Jardim da Paz, no bairro Cidade Aracy,, o corpo do, o radialista, repórter policial e ex-vereador Rubens Maciel. Maciel. Ele tinha 823 anos.  Por décadas e em diferentes emissoras de rádio, ele apresentou o lendário programa “Maciel, o Repórter”. Maciel enfrentava um câncer.

A Câmara Municipal de São Carlos  –  na qual Maciel ocupou uma cadeira de vereador no período de 1/1/2005 a 31/12/2008  – observou luto oficial e manifestou condolências à família do ex-parlamentar. O presidente do Legislativo, Julio Cesar, ressaltou que Rubens Maciel  “viveu de modo exemplar e deixa um legado de integridade, trabalho e de generosidade, marcas de sua atuação nos diversos segmentos em que atuou”. Enfatizou a correção, dignidade e espírito público no exercício do mandato no Legislativo. “Por onde passou,  Maciel fez amigos e colheu a admiração de todos com o otimismo e entusiasmo que o caracterizavam; merece a eterna gratidão de nossa cidade”, afirmou.
Rubens Maciel era natural de Rincão onde nasceu em 23 de junho de 1935. Era viúvo de Maria Inês Valvassori Maciel, falecida há sete anos, pai de cinco filhos: Miriam, Rosana, Pedro, Ana e Débora e avô de nove netos. Radicado em São Carlos, exerceu diversas atividades, como engraxate (chefe do grupo de engraxates de São Carlos), esportista (fundador e técnico da Escola de Futebol Canarinhos), comissário de menores, cantor, compositor, Policial Militar e vereador.
Notabilizou-se ao atuar por várias décadas no rádio são-carlense, à frente do programa  “Maciel O Repórter”, que além de notícias policiais e variedades, desenvolvia importantes campanhas sociais e de benemerência.
Rubens Maciel também se destacou no meio artístico. Era tenor, além de compositor musical, que se tornou amigo de Jair Rodrigues, a quem conheceu  em um programa de calouros no rádio. A convivência profissional se transformou em amizade para toda a vida. “Todo mundo admirou aquela voz suave, cantando. Tanto ele agradou, que ganhou na ocasião”, disse ele, por ocasião da morte de Jair em 2014.
Maciel integrou a Polícia Militar do Estado de São Paulo (era Subtenente reformado) onde desenvolveu uma carreira pautada na correção, espírito de grupo e compromisso com a segurança pública.
“Sempre procurei ajudar aos necessitados fazendo campanhas eu meu programa com minha equipe onde passávamos dias e dias abnegando de nossos afazeres para contribuirmos sempre a um futuro melhor”, disse ele numa entrevista. Duas campanhas eram bem marcantes em seus programas radiofônicos, a Campanha do dia das crianças e a Campanha do Natal.
Share.

About Author

Leave A Reply