BOMBA!!! EXCLUSIVO: Prefeito afirma que Suzantur quer parar em 4 dias; empresa nega e anuncia dia 26 de janeiro

0

O prefeito Airton mais uma vez polemiza com a Suzantur DIVULGAÇÃO

 

Marco Rogério

O prefeito de São Carlos, Airton Garcia, afirmou há alguns instantes, na Rádio Universitária, no programa “Assunto do Dia”, que recebeu, nesta quinta-feira, 28 de dezembro, um comunicado da empresa concessionária do transporte coletivo municipal, anunciando que estará paralisando os serviços em quatro dias. “Eles querem promover o caos em São Carlos. É uma empresa que parece que tem raiva do prefeito, parece que tem raiva da população e São Carlos e tem raiva até dela mesma”.

Porém, o prefeito afirmou que caso o anúncio da Suzantur se confirme, ele colocará outra empresa de transportes para operar o sistema de transporte coletivo em São Carlos de maneira emergencial.

OUTRO LADO

NOTA DA SUZANTUR SÃO CARLOS

 

EMPRESA INFORMA MP E PREFEITURA QUE DEVERÁ PARAR EM 26 DE JANEIRO DE 2018

 

Verificando a proximidade do prazo estabelecido no Decreto n° 262, publicado no Diário Oficial do Município de São Carlos, que determinou a continuidade da prestação de serviço de transporte público coletivo urbano na cidade pelo período de 90 (noventa) dias após a data de publicação, que foi 10 de outubro de 2017, a Transportadora Turística Suzano (Suzantur), filial São Carlos, se manifestou, nos últimos dias, junto ao Ministério Público e à Prefeitura Municipal.

Considerando o período anterior de 90 dias suficiente para realização de contratação emergencial ou licitação, a Suzantur comunicou ao Ministério Público (no dia 18 de dezembro de 2017) e à Prefeitura Municipal (nesta quarta-feira 27 de dezembro) que deverá parar suas atividades em 26 de janeiro de 2018.

A empresa, que segundo Decreto já poderia paralisar suas atividades em 8 de janeiro de 2017 (90 dias após publicação), ainda estendeu por mais 30 dias, a partir da data de seu comunicado à Prefeitura (27.12), a prestação de serviço, em atenção a um pedido do MP e por entender a importância desse serviço à coletividade e possibilitar que sejam tomadas, nesse período, as providências necessárias por parte da Prefeitura.

A Suzantur vem sofrendo com a falta de pagamento do custeio da gratuidade (subsídio), desde janeiro de 2017, por parte da Prefeitura Municipal de São Carlos, o que a impôs um colapso financeiro e um prejuízo de mais de nove milhões de reais até o momento.

A empresa veio a São Carlos em agosto de 2016 para cumprir contrato emergencial de seis meses, na época decidido pelo município em reunião com o Ministério Público. No período, por ordem da Justiça, a Prefeitura deveria fazer a nova licitação do transporte público, o que ainda não aconteceu.

Share.

About Author

Leave A Reply