BOMBA!!! EXCLUSIVO!!! CPI da Corpo e Alma vai caducar e garantir pizza na próxima terça-feira

0
Reunião da CPI da Corpo e Alma: pizza seria garantida com fim do prazo para relatório - DIVULGAÇÃO

Reunião da CPI da Corpo e Alma: pizza seria garantida com fim do prazo para relatório – DIVULGAÇÃO

Marco Rogério

De acordo com fontes ligadas à Câmara Municipal, o vereador Aparecido Donizete Penha (PV) teria desabafado para amigos que a CPI que investiga denúncias de irregularidades na utilização de dinheiro público pela ONG Corpo e Alma, e que ele preside, irá prescrever, ou seja, ser encerrada sem relatório conclusivo, na próxima terça-feira, 31 de maio, confirmando a pizza que o empresário Airton Garcia e o ex-prefeito Dagnone de Melo já vinham anunciando há um bom tempo.

Assim, não haveria punição para nenhum dos envolvidos em possíveis irregularidades na gestão de recursos oriundos de emendas parlamentares ao Orçamento do Município que beneficiaram a Corpo e Alma.Isso ocorreria porque a CPI que já está atuando há mais de um ano e meio perderia seu efeito por não apresentar o relatório no tempo máximo previsto pela legislação.

REVOLTADO – Revoltado com um suposto acordo que teria sido selado entre os vereador Júlio César (DEM) e o relator da CPI, Walcenyr Bragatto (PV), Penha teria decidido abandonar a política partidária, não sendo candidato à reeleição nas elieções de outubro. Além disso, ele garantiu que, mesmo sem o relatório final, enviará toda a documentação e tudo o que foi apurado para o Ministério Público.A CPI da Corpo e Alma é mais longa em tempo da história da Câmara Municipal de São Carlos.
Nos bastidores do Legislativo, vários vereadorse davam como certa a cassação do mandato do vereador Júlio César Pereira de Souza (DEM) devido ao seu envolvimento direto no caso, já que a grande maioria das emendas parlamentares repassadas à Corpo e Alma eram de sua autoria. De alguns meses pra cá os mesmos vereadores vinham mudando o discurso, afirmando que a comissão não teria encontrado provas e etc.

Em troca de salvar seu mandato, Júlio César teria oferecido apoio a uma possível candidatura de Bragatto à Prefeitura de São Carlos. A CPI já começou estranha quando numa de suas primeiras reuniões houve o veto, pelo Poder Judiciário, à presença da imprensa e a divulgação do conteúdo das audiências, o que fez com que tudo permanecesse em segredo. Em momento algum, os vereadores recorreram da decisão judicial para garantir a transparência das investigações

HISTÓRICO – A denúncia de irregularidades na prestação de contas da ONG Corpo e Alma foi apresentada ao vereador Aparecido Donizete Penha, foi apresentada em setembro de 2014. Em outubro daquele ano o vereador Penha apresentou o requerimento solicitando a abertura da CPI. O empresário e suplente de deputado estadual Airton Garcia (PSB) chegou a afirmar em emissoras de rádio que existem vereadores que apresentavam as chamadas “emendas bumerangue”, ou seja, segundo ele alguns vereadores apresentariam emendas parlamentares que beneficiaram entidades assistencias e, quando estas entidades recebiam o repasse dos recursos, ele buscaria uma parte deste dinheiro para si. Ele citou, inclusive, o nome do vereador Julio César como um investigados na CPI deCorpo e Alma. Na época houve polêmica e Airton falou, inclusive, que estavam preparando uma “grande pizza” na CPI da Corpo e Alma.

Share.

About Author

Leave A Reply