Ademir da Guia visita Zé Parrella e conhece praças esportivas de Ibaté

0
O gênio Ademir da Guia com Zé Parella, fãs, o vice-prefeito Horácio e o ex-prefeito Alessandro - DIVULGAÇÃO

O gênio Ademir da Guia com Zé Parella,- DIVULGAÇÃO

ademir1

O gênio Ademir da Guia com Zé Parrella e fãs – DIVULGAÇÃO

????????????????????????????????????

Ademir da Guia com o vice-prefeito Horácio e o ex-prefeito Alessandro – DIVULGAÇÃO

Uma visita divina. É assim que podemos definir a presença do ex-jogador e maior atleta da história do Palmeiras, Ademir da Guia, em Ibaté. O divino esteve na cidade nesta quinta, 16, e conheceu o prefeito Zé Parrella (PSDB). “Já ouvi falar muito de Ibaté e por isso decidi fazer essa visita a cidade e conhecer o prefeito que é reconhecido em todo estado como um bom gestor”, afirmou.
Ademir da Guia teve a oportunidade de visitar as praças esportivas da cidade e esteve no estádio municipal onde ouviu do prefeito Zé Parrella que essa praça esportiva será completamente reformulada. “Isso é muito bom para a cidade, uma praça reformulada e bem adequada, vamos trabalhar para trazer a equipe master do Palmeiras para inaugurar a reforma que o prefeito Zé Parrella está fazendo”, disse.
Segundo Ademir da Guia, as prefeituras do Brasil precisam pensar no esporte como alternativa e investimento e não como gasto. “O esporte dá um futuro e um caminho para a criança que o pratica, por isso parabenizo o prefeito por deixar a cidade arrumada e por incentivar a prática esportiva, é uma honra estar aqui em Ibaté”, destacou.
O prefeito Zé Parrella fez questão de frisar que a cidade estava muito feliz de receber uma visita ilustre como a de Ademir da Guia. “O Ademir é uma bandeira do esporte brasileiro, um jogador que tinha um talento sem igual e foi o ídolo máximo de um dos maiores times do Brasil, e que atualmente é o campeão brasileiro. Ibaté se sente honrada por ter a presença de Ademir da Guia por aqui!”, comemorou.

O ídolo
Ademir da Guia, maior ídolo da história do Palmeiras (SP), nascido no dia 3 de abril de 1942, no Rio de Janeiro (RJ), casado, mora no bairro de Perdizes, zona oeste de São Paulo (SP), e foi eleito vereador da capital paulista em 2004.
Trocou de partido (PC do B por PR), tentou a reeleição em 2008, mas não conseguiu. Obteve “apenas” 17.009 votos. Quatro anos antes, foi lembrado por 27.541 eleitores.
Em outubro de 2014 concorreu ao cargo de deputado estadual por São Paulo, mas como não atingiu o número necessário de votos, não foi eleito.
Filho de Domingos da Guia, grande zagueiro do Bangu (RJ), do Vasco (RJ), Peñarol (Uruguai), Boca Juniors (Argentina) e Corinthians, Ademir foi um dos mais geniais meios-campistas do futebol brasileiro em todos os tempos.
Assim como o pai, ele começou a carreira no Bangu e foi contratado pelo Palmeiras em 1961. Herdou o apelido do pai, “Divino”, e brilhou no Parque Antartica até 1977, quando encerrou a carreira.
No entanto, o jogo de despedida de Ademir da Guia aconteceu somente no dia 22 de janeiro de 1984, em festa organizada por César e Luis Pereira, dos companheiros da segunda versão da Academia palmeirense. Os principais títulos conquistados por Ademir foram os seguintes: Paulistas de 63, 66, 72, 74 e 76; Brasileiros de 72 e 73; Robertão, em 67 e 69; Troféu Ramón de Carranza, em 69 e 74; Rio-São Paulo, em 65; Taça Brasil, em 67; Mar del Plata, Laudo Natal e Cidade de Zaragoza, os três em 1972; Torneio IV Centenário do Rio, em 1965. Em 2001, Ademir da Guia recebeu homenagem através de um livro: “Divino: Vida e a arte de Ademir da Guia”, de Kléber Mazziero de Souza.

Share.

About Author

Leave A Reply